domingo, junho 20, 2021
Home Turismo Santuário do ...

Santuário do Caraça anuncia suspensão de hospedagens durante a semana

Conhecido mundialmente por toda riqueza cultural, natural e religiosa, a partir de 23/05, local passa a receber turistas na pousada apenas aos finais de semana, mas as visitas no formato day use continuam disponíveis para todos os dias

Diretamente impactado pela crise no setor de turismo, gerada em virtude da pandemia de Covid-19, o Santuário do Caraça estabelece algumas medidas para tentar manter as suas atividades. O destino turístico, que é considerado uma das Sete Maravilhas da Estrada Real, com selos e reconhecimentos internacionais, muda a sua operação e, a partir de 23/05, hospedagens poderão ser reservadas apenas entre domingo e quinta-feira. As visitações no formato day use permanecem disponíveis para todos os dias da semana, das 8h às 17h

A suspensão das hospedagens durante a semana é temporária e deve ficar em vigor até o fim deste ano. As reservas marcadas para o meio de semana, até a data de 21 de maio, serão recebidas normalmente. Para o período posterior, é necessário entrar em contato com a central de reservas do Santuário do Caraça para a remarcação.

Desde março de 2020, quando a crise de saúde começou a assolar todo o planeta, o Santuário do Caraça passou a enfrentar situações desafiadoras. De acordo com o gerente geral do destino turístico, Márcio Mol, enquanto houve uma queda de 50% do número de reservas, em obediência às determinações das autoridades de saúde, na contramão, os custos aumentaram. “Desde o início deste caos mundial, optamos por priorizar a saúde e a segurança dos nossos colaboradores e visitantes. Respeitamos todos os decretos, reduzimos a quantidade de pessoas aqui no Caraça e implementamos ações sanitárias para evitar a disseminação do vírus. Com isso, nossa receita diminuiu consideravelmente e, ao mesmo tempo, tivemos que gastar mais com EPI’s, sanitizantes, lavagens de roupas de cama e desinfecção dos quartos e áreas comuns”, explica o gestor.

Para manter as portas do Santuário do Caraça abertas, a contenção de custos foi inevitável. “Além das restrições do número de hóspedes aos finais de semana, em obediência às determinações das autoridades, deixamos de receber, no meio de semana, públicos que eram constantes, como grupos de escolas, pesquisadores e excursões da terceira idade. Isso fez com que repensássemos toda a operação e, por isso, infelizmente tivemos que reduzir o nosso quadro funcional em cerca de 30%. Acreditamos que isso seja temporário e desejamos que 2022 seja um ano melhor, com a pandemia controlada e voltando à normalidade”, diz Márcio Mol.

Neste período atípico, o restaurante do Santuário do Caraça funciona apenas para hóspedes, mas a lanchonete permanece com o atendimento normal em todos os dias da semana. Além disso, o queijo, uma iguaria típica do local, teve sua produção temporariamente suspensa em virtude da queda de demanda e consequente redução da mão de obra.

Visitações diárias ao Santuário do Caraça:

R$ 20 (em dias de semana)

Finais de semana, feriados e datas comemorativas: R$30 (por pessoa)

Idosos: 50% de desconto

 

Moradores de Barão de Cocais, Catas Altas e Santa Bárbara:

R$10 por pessoa (qualquer dia)

Entrada gratuita na 1ª quarta-feira de cada mês (mediante agendamento)

Contatos da central de reservas para agendamentos e remarcações:

Telefone fixo: (31) 3942-1656

WhatsApp: (31) 98978-3180

E-mail: [email protected]santuariodocaraca.com.br

Sobre a RPPN Santuário do Caraça

A RPPN Santuário do Caraça foi reconhecida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, no ano de 1955, quando passou a fazer parte do rol de bens tombados pela União. Também integra a área destinada às Reservas da Biosfera da Serra do Espinhaço e da Mata Atlântica, reconhecidas pela UNESCO em 2005.

O passado histórico da RPPN – Santuário do Caraça é peculiar, pois uma área de 12.403 hectares foi mantida em posse de apenas dois proprietários, o Irmão Lourenço de Nossa Senhora e a Congregação da Missão, por mais de 240 anos. A área da Reserva foi constituída pela fusão de quatro propriedades: a original, adquirida pelo Irmão Lourenço por volta de 1770, na qual se acham as edificações principais do Caraça; a Fazenda da Chácara, comprada em 1823, cuja antiga sede não mais existe e que foi, durante muito tempo, o celeiro do Colégio, no antigo caminho de Catas Altas; a Fazenda do Engenho, comprada em 1858, localizada nas proximidades da Portaria de acesso à Reserva; e a Fazenda do Capivari, doada pelo Coronel Manoel Pedro Cotta e por sua esposa, que, por não terem descendentes, legaram sua propriedade ao Caraça em 1870.

Destino turístico com projeção internacional

Turistas de todo o mundo visitam o Santuário do Caraça anualmente, seja para momento de descanso, lazer ou pesquisa ambiental e contato com a religiosidade. O local é reconhecido pela sua hospitalidade, tanto que já recebeu por duas vezes, em 2020 e 2021, o selo Traveller Review Awards, da Booking.com, que premia os hotéis mais bem avaliados pelos viajantes de todo o planeta, além da chancela Travellers’ Choice 2020, do Tripadvisor, que destaca as avaliações positivas dos visitantes que passaram pelo destino turístico.

 Experiências únicas

A tradição de aguardar a visita do lobo todos os dias à noite começou no Caraça em maio de 1982, quando algumas lixeiras começaram a aparecer derrubadas e reviradas. Num primeiro momento pensou-se que isto poderia ser causado por cachorros. Começou-se a observar e se descobriu que o grande cachorro que revirava as lixeiras do Santuário era na verdade o Chrysocyon brachyurus, que quer dizer “animal dourado de cauda curta”. É chamado Guará porque em tupi-guarani, na língua dos indígenas, guará significa “vermelho”.

Desde então, começaram a colocar bandejas de carne nos dois portões da frente da casa e aos poucos os lobos se aproximaram da escada da igreja. Hoje, a bandeja é colocada no adro da igreja, onde têm ido comer, além do lobo-guará, cachorros-do-mato e uma anta.

A prática de alimentar esses animais ali na Casa só persiste até os dias atuais porque o seu hábito de caça não foi comprometido. Por este motivo o lobo-guará não tem hora de aparecer. O tempo de espera da aparição do animal é conhecido como “hora do lobo”, a partir das 18h30. Enquanto o lobo não vem, o Caraça proporciona aos hóspedes um tempo de informação e educação ambiental.

Além do famoso lobo-guará, uma anta eventualmente também surpreende os visitantes do local. Além deles, o visitante pode ainda cruzar com outras 76 espécies de mamíferos que habitam no Santuário do Caraça.

Biblioteca

A Biblioteca hoje está instalada no prédio onde funcionava o célebre Colégio, que hoje abriga também o Museu, o Arquivo e um Centro de Convenções.

Museu

O museu, montado a partir de mobiliário e artefatos diversos de uso diário, pertencentes ao próprio Caraça e com algumas peças remanescentes de séculos passados, constitui um interessante lugar de visitação, diariamente procurado pelos hóspedes e visitantes, através de percursos guiados pelos monitores, com taxa de R$ 5 por pessoa.

Igreja Neogótica

O Santuário do Caraça é a primeira igreja neogótica do Brasil, construída sem mão-de-obra escrava e toda com material regional: pedra-sabão (retirada de perto da Cascatona), mármore (das proximidades de Mariana e Itabirito, Gandarela) e quartzito (da região do Caraça e vizinhanças), unidas com produtos de base de cal, pó de pedra e óleo.

 Gastronomia

A gastronomia do Caraça é um ponto que merece atenção especial dos visitantes. Além da experiência exclusiva para hóspedes de comer no refeitório histórico, com toda a simplicidade e variedade de sabores da comida mineira, há uma adega no local onde dá para ver o processo de produção do vinho tinto, do hidromel e dos fermentados de laranja, jabuticaba e morango. Há também a padaria, que fabrica pães, bolos e biscoitos, e a doçaria, para doces, geleias e compotas.

 

Santuário do Caraça

Local: Estrada do Caraça, Km 9 – Entre os municípios de Catas Altas e Santa Bárbara – CEP 35960-000

Fácil acesso pelas rodovias BR 381 e MG 436, além do cômodo acesso por trem (Estação Dois Irmãos – Barão de Cocais)

Instagram: @santuariodocaraca

Facebook: https://www.facebook.com/complexosantuariocaraca/

Site: https://www.santuariodocaraca.com.br

Cristiane Guimarãeshttps://naoperdenao.com/
Cristiane Guimarães é Comunicadora Social com habilitação em jornalismo e atua há mais de 20 anos no mercado. Apaixonada pela profissão é colunista social, produtora e assessora de imprensa. O blog é uma junção de tudo que ama e que acha válido de ser compartilhado. Seja bem-vindo a esta página que festeja a sua presença! Entre em Contato: [email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
  • Android e muito mais

Postagens Populares

Comentários Recentes