terça-feira, julho 27, 2021
Home Mundo PET Projeto Albat...

Projeto Albatroz e Tamar se unem para reduzir a captura de tartarugas marinhas no Nordeste

Técnicas de manejo aprendidas farão parte do trabalho de treinamento e sensibilização de pescadores na nova base avançada do Projeto Albatroz em Natal (RN)

Albatrozes e tartarugas marinhas, apesar de serem espécies diferentes, enfrentam uma ameaça em comum: a pesca de espinhel, modalidade industrial que visa peixes com alto valor comercial, como o atum. Quando os animais interagem com a pesca na tentativa de se alimentar das iscas, podem acabar capturados incidentalmente e mortos. Com o objetivo de aprender as técnicas de manejo adequado de tartarugas marinhas para treinar pescadores na nova base avançada em Natal (RN), o Projeto Albatroz participou de uma capacitação com a equipe do Projeto Tamar, ambos patrocinados pela Petrobras, no final de junho.

A atividade ocorreu na sede do Projeto Tamar em Ubatuba (SP) e contou com a orientação do biólogo Bruno Giffoni. A equipe de técnicos do Projeto Albatroz aprendeu a utilizar a ferramenta ‘de-hooker’, que facilita a liberação dos anzóis das tartarugas marinhas na água e também capturadas a bordo dos barcos pesqueiros. O ‘de-hooker’ permite uma soltura mais rápida e descomplicada das tartarugas durante o recolhimento dos anzóis.

De acordo com a bióloga e técnica responsável pela base de Natal do Projeto Albatroz, que deve ser inaugurada no segundo semestre, o manejo correto das tartarugas capturadas por acidente pelos barcos de pesca aumenta a taxa de sobrevivência desses animais. “Se a tartaruga capturada for liberada rapidamente com ajuda com ‘de-hooker’ e estiver em boas condições de saúde, pode voltar ao mar com ajuda dos pescadores”, explicou.

Para dar início ao trabalho com os pescadores de Natal, o Projeto Tamar disponibilizou três equipamentos ‘de-hooker’ ao Projeto Albatroz: dois com ganchos curtos, para liberação dos animais a bordo, e um gancho com extensor, para liberação na água.

Os parceiros da Rede Biomar também disponibilizaram material de apoio para auxiliar na identificação das tartarugas marinhas a bordo dos cruzeiros de pesca.

Frota pesqueira em Natal (RN)

A nova base do Projeto Albatroz na capital do Rio Grande do Norte tem o objetivo de monitorar a captura incidental das aves marinhas que interagem com a pesca e também apoiar o Projeto Tamar na sensibilização dos pescadores sobre o manejo correto das tartarugas marinhas, encontradas com facilidade na região.

Em parceria com a empresa Atuneira Nacional e a Aliança do Atlântico para o Atum Sustentável, os biólogos do Projeto Albatroz vão realizar atividades de educação ambiental e treinamento para uso das medidas mitigadoras da captura incidental de aves oceânicas e tartarugas marinhas.

“A instalação da nossa primeira base avançada no Nordeste é uma grande conquista, porque poderemos trabalhar com instituições, pescadores e empresas pesqueiras parceiras que querem, assim como nós, conservar essas espécies que fazem parte do dia a dia do trabalho em alto-mar. É uma honra poder contar com o apoio dos nossos amigos do Tamar nesta etapa”, afirmou Tatiana Neves, fundadora e coordenadora geral do Projeto Albatroz.

A inauguração oficial da nova base acontecerá em julho.

Cristiane Guimarãeshttps://naoperdenao.com/
Cristiane Guimarães é Comunicadora Social com habilitação em jornalismo e atua há mais de 20 anos no mercado. Apaixonada pela profissão é colunista social, produtora e assessora de imprensa. O blog é uma junção de tudo que ama e que acha válido de ser compartilhado. Seja bem-vindo a esta página que festeja a sua presença! Entre em Contato: [email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
  • Android e muito mais

Postagens Populares

Comentários Recentes