quarta-feira, junho 23, 2021
Home Destaque Ao ficar entr...

Ao ficar entre os finalistas do último prêmio Jabuti, Jorge Moreira inicia um novo momento para a literatura de terror no Brasil

Conhecido por premiar sempre aquela conhecida como “alta literatura”, que não contempla temas mais populares, como o terror, o Jabuti funciona como uma régua para quem escreve e quem lê. Com a criação de uma nova categoria, a de Romance de Entretenimento, e a indicação de NUMEZU, terror escrito por Jorge Alexandre Moreira, como um dos finalistas, inicia uma nova fase para a literatura de terror no Brasil.

Jorge Alexandre Moreira, escritor carioca que tem o terror como grande paixão, explica a mudança que a criação da nova categoria e a indicação de um livro de terror pode significar para a literatura nacional: “é uma conquista e tanto para o gênero, que, mesmo sendo lido e adorado por tanta gente, sempre esteve à margem do que se define como escrita séria”.

Numezu é um terror psicológico que, além de ser um dos livros mais aterrorizantes de 2020, ficou entre os 10 finalistas do Prêmio Jabuti, impulsionando esse movimento de valorização da escrita de horror, O autor lembra que esse sempre foi um gênero bem nichado. “Quem gosta de terror, gosta muito e acompanha seus escritores preferidos. Só o fato de o leitor brasileiro descobrir que há literatura de terror de qualidade sendo produzida no Brasil já vai fazer o público se ampliar consideravelmente”.

NUMEZU venceu o prêmio ABERST 2020, uma das mais importantes premiações da literatura de terror e suspense nacionais, e está à venda na Amazon.

Saiba mais sobre o livro

Mais do que um livro de terror, Numezu é um mergulho nas sombras do comportamento humano. A história traz Laura e Raoul, um casal em crise, isolado num barco e que encontra uma antiga estatueta – a imagem de uma entidade perversa, ardilosa, que manipula as fragilidades humanas para conseguir liberdade. Agora, os fantasmas pessoais, desejos secretos e disputas de poder que já assombravam Laura e Raoul ganharão um componente violento e sombrio.

Sexo, violência, drogas, terror. Numezu é um livro tenso, claustrofóbico, não destinado aos estômagos fracos. Mesmo transitando pelo sobrenatural, ele não nos deixa esquecer que os piores monstros são humanos. Uma leitura de tirar o fôlego, do começo ao fim.

 

Numezu – Monomito Editorial

Onde comprar: https://www.amazon.com.br/Numezu-Jorge-Alexandre-Moreira/dp/6580505079

Valores: R$24,90 (físico) e R$9,90 (e-book)

 Sobre o autor

Jorge Alexandre Moreira lançou seu primeiro livro em 2003, quando quase ninguém falava em literatura de terror independente no Brasil. Escuridão, um romance ambientado na Amazônia, tem um conflito entre Brasil e EUA como pano de fundo e foi considerado por diversos sites como um dos melhores livros de terror já publicados no Brasil. Uma temática atual e, ao mesmo tempo, atemporal.

Leitor voraz desde os primórdios da infância, é devoto de Stephen King, Clive Barker, Rubem Fonseca e Jorge Amado. Em 2018, lançou Parada Rápida, um thriller sobre o desaparecimento de uma mulher em um posto de gasolina, durante uma viagem. Parada Rápida tem mais de 2000 downloads na Amazon e nota 4,5 na avaliação dos leitores.

Participou do Ghost Story Challenge e das antologias Confinados e Numa Floresta Sombria e, este ano, lançou Numezu, que já está sendo consagrado pela crítica e pelos leitores do gênero. Jorge vive e escreve no Rio de Janeiro, com sua esposa Luana e seu cachorro louco, Galeto.

Cristiane Guimarãeshttps://naoperdenao.com/
Cristiane Guimarães é Comunicadora Social com habilitação em jornalismo e atua há mais de 20 anos no mercado. Apaixonada pela profissão é colunista social, produtora e assessora de imprensa. O blog é uma junção de tudo que ama e que acha válido de ser compartilhado. Seja bem-vindo a esta página que festeja a sua presença! Entre em Contato: [email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
  • Android e muito mais

Postagens Populares

Comentários Recentes