sexta-feira, junho 18, 2021
Home Destaque Disfunção eré...

Disfunção erétil e Perda de Libido, como a Hipnose Clínica e Terapia podem ajudar?

Por Marcelo Prado

A Disfunção Erétil (DE) é caracterizada pela não capacidade contínua do homem obter ou manter uma ereção que seja satisfatória para a relação sexual. Segundo pesquisa realizada pelo instituto de Psiquiatria da USP, 45% dos homens tem disfunção erétil. Dessa porcentagem, 31,2% apresentam uma disfunção mínima, 12,2% sofrem de disfunção moderada e 1,7% tem o que se considera disfunção completa.

As principais causas da disfunção erétil são psicológicas. O estudo realizado pela USP e publicado na revista da Associação Médica Brasileira também indicou que os homens com disfunção erétil, em comparação aos que não sofrem do mal, tiveram menos contato com informações sobre sexo durante a infância e adolescência, além de terem enfrentado dificuldades no começo da vida sexual; apresentam ejaculação precoce com certa frequência; queixam-se de falta de desejo sexual; possuem vínculos não tão estáveis com as parceiras; consideram a própria vida sexual insatisfatória; e contam com mais casos extraconjugais.

As principais causas são:
• Conflitos de identidade sexual, preferência e orientação sexual;
• Mitos sexuais;
• Drogas;
• Falta de prazer sexual;
• Entre outros.
• Altos níveis de estresse;
• Traumas pós-acidentes;
• Medos relacionados ao fracasso sexual e possibilidade de humilhação;
• Padrões estéticos exagerados;
• Depressão;
• Ansiedade;
• Perda da libido;
• Conflitos emocionais e amorosos;
• Baixa autoestima;

Como funciona o tratamento?

O tratamento consiste em sessões de hipnose clínica, onde será possível descobrir as questões que envolvem a disfunção, trazer esses eventos em sessão e ressignifica lós, assim desestabilizando o sintoma inicial que é a impotência. Restabelecer a libido e o interesse, desde que seja apenas psicológico. É imprescindível destacar que visitar o médico e descartar problemas de ordem orgânica é fundamental para o tratamento psicológico. O tempo de tratamento é avaliado caso a caso, após uma avaliação terapeuta e paciente sistematizam a forma que será o tratamento. Sessões de terapia podem auxiliar com veemência, porquê o auto conhecimento é fundamental e desenvolve a auto perceptividade e a construção de segurança e autonomia do próprio processo.

As disfunções sexuais femininas também são tratadas da mesma forma, desde que sua causa não tenha origem orgânica. O vaginismo, dispareunia, desejo sexual hipoativo (DSH), compulsão sexual, anorgasmia, transtorno de excitação ou frigidez e falta de libido. As origens são semelhantes à masculina, porém cada caso necessita ser tratado de forma individual. Num ambiente preparado e seguro é possível encontrar as causas que “psicossomatizam” e afetam a saúde sexual. Ausência de vida sexual pode causar muitos transtornos e afetar diretamente a qualidade de vida e saúde das relações.

Marcelo Prado – Hipnoterapeuta

Instagram: @voutehipnotizar

Cristiane Guimarãeshttps://naoperdenao.com/
Cristiane Guimarães é Comunicadora Social com habilitação em jornalismo e atua há mais de 20 anos no mercado. Apaixonada pela profissão é colunista social, produtora e assessora de imprensa. O blog é uma junção de tudo que ama e que acha válido de ser compartilhado. Seja bem-vindo a esta página que festeja a sua presença! Entre em Contato: [email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
  • Android e muito mais

Postagens Populares

Comentários Recentes