domingo, junho 20, 2021
Home Destaque Páscoa pet: c...

Páscoa pet: cachorros podem consumir chocolate?

Professora explica os malefícios que o chocolate comum pode causar aos pets

 Estamos há 10 dias da Páscoa e na medida que a data se aproxima, é muito comum encontrarmos os corredores de lojas e supermercados repletos de ovos de chocolate. Para os tutores de cães e fãs de chocolate, o alerta: no chocolate, há uma substância tóxica que pode ser extremamente prejudicial à saúde do animal.

“No cacau, há uma substância chamada teobromina, tóxica para os pets. No organismo dos cachorros, ela é facilmente absorvida pelo estômago e intestino e eliminada de uma maneira mais devagar do que em humanos. Diante disso, as consequências da ingestão do cacau e chocolate nos cães podem persistir por um tempo mais longo”, diz Adélia Rodrigues Guimarães, coordenadora do curso de Medicina Veterinária da Faculdade Pitágoras de Uberlândia.

Independentemente do tipo e da quantidade de chocolate ingerida, os cães podem apresentar sintomas de intoxicação como diarreia, vômito, febre, aumento da ingestão de água e do volume de xixi, além de sintomas cardíacos e respiratórios. Também há trabalhos científicos que correlacionam a coloração do alimento a quantidade de teobromina. “Quanto mais escuro for o chocolate há mais teobromina, havendo maior possibilidade de intoxicação, assim, chocolates amargo e meio amargo são os que oferecem maior risco”, explica a professora.

“Uma dica aos donos é manter chocolates longe do cachorro e lembrar constantemente de seguir a dieta indicada ao animal. Em caso de ingestão acidental do doce, os tutores devem procurar por um veterinário imediatamente. Apenas este profissional poderá indicar o melhor tratamento para o pet”, completa Adélia.

Existe chocolate para cachorro?

Existe sim, mas é importante ressaltar que o produto deve ser oferecido de forma moderada. Entre os principais ingredientes do chocolate para pets, está a alfarroba, um alimento rico em fibras naturais, que contém as vitaminas e minerais (A, B1, B2, cálcio, fósforo, ferro, potássio, magnésio). Além disso, a alfarroba não contém cafeína e teobromina, que são substâncias tóxicas para os cães. O produto pode ser encontrado em lojas para pets e supermercados.

 

Cristiane Guimarãeshttps://naoperdenao.com/
Cristiane Guimarães é Comunicadora Social com habilitação em jornalismo e atua há mais de 20 anos no mercado. Apaixonada pela profissão é colunista social, produtora e assessora de imprensa. O blog é uma junção de tudo que ama e que acha válido de ser compartilhado. Seja bem-vindo a esta página que festeja a sua presença! Entre em Contato: [email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
  • Android e muito mais

Postagens Populares

Comentários Recentes