terça-feira, junho 22, 2021
Home Destaque Alerta: 11,1%...

Alerta: 11,1% dos idosos estão depressivos

Terceira idade se mostrou mais vulnerável a problemas psicológicos durante a pandemia

A depressão é uma das doenças mentais que mais afeta os idosos. Principalmente, aqueles que moram sozinhos. Envelhecer não é fácil, mas aquelas pessoas que continuam inseridas no convívio social com atividades de lazer, entretenimento ou trabalho se sentem mais produtivas e importantes. No entanto, com a pandemia e o isolamento social, os idosos foram ficando cada vez mais sozinhos em casa. Conversamos sobre esse assunto com o geriatra, Dr. Diogo Kallas.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), afirmam que 5,8% dos brasileiros têm depressão. A prevalência quase dobra entre os que estão na faixa etária de 60 a 64 anos: de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 11,1% dos idosos estão depressivos.

Infelizmente, a depressão não tem causa específica. Ela se dá a partir de uma série de problemas relacionados. “É importante se manter ativo, não se afastar da família e amigos, se alimentar bem e praticar atividades físicas para cuidar da saúde como um todo”, explica o doutor.

É hora de ficar atento aos sinais.

“Os familiares devem dar mais atenção aos idosos, por chamadas de vídeo, ligações e mensagens ao longo do dia. Os principais indícios de que algo não vai bem são:

– Perda de apetite;

– Alteração no sono;

– Desinteresse por assuntos que antes gostava;

– Falta de energia;

– Dores no corpo;

– Descuido com a aparência, perda de autoestima”, afirma.

Como prevenir a depressão na terceira idade

De acordo com o geriatra, as dicas para evitar a depressão são:

– Manter os relacionamentos. Distanciamento não é cortar laços;

– Continuar com a rotina saudável. Dormir bem, se alimentar bem, procurar atividades físicas que possam ser feitas em casa;

– Ocupar o tempo livre com coisas que gosta como cantar, ler, assistir filmes, desenhar, cozinhar e aprender coisas novas;

– Relaxar. Descanse, durma, faça orações, medite. Enfim, é fundamental fazer algo para aliviar o corpo e a mente.

Os familiares e cuidadores devem orientar e incentivar os idosos a se cuidarem. Ao perceber os sinais, procure um médico. Às vezes, é difícil aceitar ajuda, mas é preciso.

Cristiane Guimarãeshttps://naoperdenao.com/
Cristiane Guimarães é Comunicadora Social com habilitação em jornalismo e atua há mais de 20 anos no mercado. Apaixonada pela profissão é colunista social, produtora e assessora de imprensa. O blog é uma junção de tudo que ama e que acha válido de ser compartilhado. Seja bem-vindo a esta página que festeja a sua presença! Entre em Contato: [email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
  • Android e muito mais

Postagens Populares

Comentários Recentes