quarta-feira, junho 23, 2021
Home Destaque A dieta que a...

A dieta que afeta a saúde bucal

Como lidar com as dietas de início de ano sem sofrer mau hálito.
É início do ano outra vez. As metas começam a ser cumpridas e as promessas são colocadas em ação. Muito comum no final do ano anterior as pessoas fazerem planos para o seguinte que se iniciará. Ler mais, trabalhar menos, escrever artigos, fazer faculdade, começar a fazer exercícios físicos e, a mais conhecida, entrar na dieta.

O ano que pegou todos de surpresa passou. Pandemia, máscaras, álcool gel, ficar em casa… Tudo isso foi inesperado por todos. Em decorrência do isolamento social, algumas pessoas começaram a adotar novos modos de comportamento, como comer mais, ser mais sedentário… O que pode gerar em problemas de saúde como diabetes e hipertensão.

Visando levar uma vida mais saudável, algumas pessoas adotaram, então, dietas para ajudar no emagrecimento. Entretanto, algumas dietas, mesmo que indicadas por nutricionistas, podem gerar mau hálito nas pessoas, em decorrência dos alimentos que são continuamente consumidos e também dos que não são.

Nas dietas que o consumo de carboidratos é pequeno ou quase nulo, o corpo começa a utilizar como fonte de energia a gordura já armazenada e não a glicose, que é a quebra preferida do organismo. Segundo a Presidente da Associação Brasileira de Halitose, Dra. Cláudia Gobor, “Emagrecendo desse modo, o organismo entra no processo conhecido como cetose. Nele, o corpo converte a gordura em três tipos de cetose, incluindo a acetona, que confere à boca o mau hálito”.

Mesmo com essa alteração no hálito, a especialista em halitose afirma: “A dieta com menos carboidratos além de beneficiar o corpo como um todo, apesar do meu hálito, também ajuda na saúde bucal, já que não se consome açúcares e evita cáries”.

Para evitar o mau hálito nas dietas, a Dra. Cláudia Gobor recomenda:

  • Mascar chicletes sem açúcar para ajudar na salivação;
  • Manter uma boa higiene bucal;
  • Adicionar ervas frescas à água e ao chá.

Mesmo com dificuldade, é importante sempre tentar manter um estilo de vida saudável. A Dra. ainda reforça que “Para lidar com o mau hálito excessivo que aparentemente não tem causa, procure um dentista especialista em halitose para fazer o devido tratamento.”

Cláudia Christianne Gobor
Cirurgiã Dentista especialista pelo MEC no tratamento da Halitose
Presidente da Associação Brasileira de Halitose
https://www.bomhalitocuritiba.com.br/
Instagram: @Claudiacgobor
Facebook: @ClaudiaCGobor
Youtube: Claudia Gobor
Cristiane Guimarãeshttps://naoperdenao.com/
Cristiane Guimarães é Comunicadora Social com habilitação em jornalismo e atua há mais de 20 anos no mercado. Apaixonada pela profissão é colunista social, produtora e assessora de imprensa. O blog é uma junção de tudo que ama e que acha válido de ser compartilhado. Seja bem-vindo a esta página que festeja a sua presença! Entre em Contato: [email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
  • Android e muito mais

Postagens Populares

Comentários Recentes